Duncan Jones, diretor de Warcraft comentou como foi o dificultoso processo de desenvolvimento do filme de Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos lançado em 2016. Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos teve inúmeras alterações no roteiro e até teve seu diretor de produção trocado.

A repercussão sobre o filme foi muito mesclada. As famas a respeito da adaptação de Warcraft foram tão negativas quanto positivas. O diretor concedeu uma entrevista ao Syfy para falar sobre seu recente filme, Mudo, e acabou falando sobre Warcraft.

Ele afirmou que o processo de desenvolvimento foi muito dificultoso e exaustivo. Ele até voltaria a fazer filmes para a franquia, mas relatou que isso só aconteceria sob algumas circunstâncias.

O Warcraft se mostrou um campo minado político conforme as filmagens avançavam e acho que reescrever o roteiro diversas vezes ao longo da criação do filme foi muito, muito difícil e as vezes desanimador. Ser forçado a realizar mudanças e comprometer-se devido à política e a natureza daquele filme. Então, foi de partir o coração, mas aprendi muito, me tornei mais maduro e capaz de lidar com todos os tipos de situações porque agora já passei por elas. Mas na época, aquilo pareceu muito traumático.

Duncan Jones.
Duncan Jones.
A parte política se refere as mudanças das quais a Legendary Pictures (estúdio responsável pelo filme) estava passando na época. O estúdio que tinha parceria com a Warner Bros acabou sendo vendido para a Universal. Pouco depois o estúdio foi vendido para Wanda, um conglomerado chinês com forte influência em Hollywood. Com todas essas negociações houve muita influência na contratação da equipe e de parceiros. Então estes acabavam sendo substituídos várias vezes ao longo do filme.

O diretor também falou sobre o papel da Blizzard em todas essas negociações. “Ao mesmo tempo em que isso acontecia, também estávamos trabalhando com a Blizzard, que compreensivelmente estava muito cuidadosa com o que acontecia com o filme porque sua base era o game Warcraft, que trazia 1 bilhão de dólares por ano para eles. Então, o que quer que fizéssemos com o filme, seria pouco comparado com o que o jogo era para eles”, disse o diretor.

Apesar de tudo isso Jones consegue ver um lado positivo na experiência. “Acredito que aprendi muito com essa experiência e, se eu me colocar nessa situação novamente, mesmo que eu tenha ido de olhos abertos, sou muito mais sábio agora”, finalizou o diretor.

Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos teve um custo de produção de US$ 160 milhões. O filme faturou mais de US$ 433 milhões em todo o mundo.

Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos
Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos