Após muitas reclamações sobre a Zona Azul de PUBG, a Bluehole teve que interferir e fazer algumas mudanças. Pelo o que parece alguns jogadores continuam incomodados com o game, mas agora a nova área de incomodo é Miramar.

Ciente das reclamações dos gamers, a Bluehole resolveu interferir novamente para melhorias. Segundo a empresa, o mapa de cenário desértico “Miramar” de PLAYERUNKNOWN’s Battlegrounds trará mais prédios e coberturas no mapa para melhorar a experiência de combate, mais rotas off-road para facilitar a navegação e aumentará a chance de certos tipos de loot aparecerem em determinadas áreas do mapa (algumas áreas apresentarão loots melhores).

O sistema de repetição foi atualizado para uma versão mais recente e os últimos arquivos de repetição não poderão mais ser reproduzidos. Fora isso, o patch também trará medidas de correções de bugs, como: corrigir o problema em que os personagens ficavam presos em certas áreas de Miramar, ou quando as texturas de parede em alguns edifícios Miramar não estavam sendo exibidas corretamente, ou quando certos edifícios perto da Hacienda del Patron não estavam sendo exibidos corretamente, entre outros.

Mais informações você pode encontrar clicando aqui.

PLAYERUNKNOWN’s Battlegrounds.
PLAYERUNKNOWN’s Battlegrounds.

Agora basta esperar para ver se as melhorias ocorrerão mesmo e se os jogadores serão convencidos a voltar em Miramar enquanto a opção de escolher o cenário do jogo ainda está disponível.

A equipe do game complementa que o patch ainda está em desenvolvimento e deve ser aplicado nos servidores como teste.

“A solução está em fase de testes então sua estabilidade e compatibilidade precisam ser verificadas. Gostaríamos de coletar dados sobre possíveis problemas de compatibilidade, analisá-los e resolver quaisquer problemas que possam surgir”.

A equipe disse que se o jogador tiver qualquer problema com o cenário de Miramar, basta tirar um print da tela e enviar para eles neste local. Se o erro consistir eles recomendam sair dos servidores de testes e usar os servidores oficiais.

Compartilhar