A Nvidia anunciou uma grande novidade durante a sua conferência pré CES 2019. De acordo com a empresa, a sua tecnologia G-Sync, utilizada em monitores para sincronizar a taxa de quadros da tela com a performance da placa de vídeo, agora, poderá ser utilizada em alguns modelos de monitores que detém a tecnologia FreeSync, da concorrente AMD.

Devido o seu alto custo de produção e de venda, os monitores com a tecnologia G-Sync forneciam uma performance para placas de vídeo da Nvidia, que diminuía os problemas de “screen-tearing”. O G-Sync trabalha de uma forma muito parecida com a do FreeSync. No entanto, a tecnologia da Nvidia possui um modulo físico no monitor que interage diretamente com a Placa de vídeo para trabalharem com as mesmas taxas de frequência de hertz.

Além disso, a tecnologia da AMD por outro lado não possui um modulo físico acoplado ao monitor. O recurso utiliza o próprio ActiveSync do padrão DisplayPort 1.2a. Desta forma, os monitores com esta tecnologia são bem mais baratos do que com o G-Sync. Entretanto, a tecnologia da Nvidia por possuir este módulo físico é mais eficaz, mas nada que justifique o custo muito superior aplicado nos monitores.

Modelos compatíveis

De acordo com o CEO Jesen Huang, por enquanto, apenas 12 modelos de monitores que possuem o FreeSync foram aprovados nos testes para utilizar a tecnologia G-Sync. Segundo o CEO, ao todo foram testados 400 modelos diferentes de monitores. Confira a lista de monitores compatíveis com o G-Sync:

  • Acer XFA240
  • Acer XG270HU
  • Acer XV273K
  • Acer XZ321Q
  • Agon AG241QG4
  • AOC G2590FX
  • Asus MG278Q
  • Asus VG258Q
  • Asus VG278Q
  • Asus XG248
  • Asus XG258
  • BenQ XL2740

Além disso, o CEO afirmou que ainda serão testados mais 100 modelos diferentes de monitores, portanto, futuramente esta lista poderá sofrer alterações. O driver que fornecerá esta compatibilidade com os monitores FreeSync será lançado para os usuários no dia 15 de janeiro.