Para conseguir ganhar mais fácil as partidas das Squad Battles do modo Ultimate Team, alguns jogadores de FIFA 18 estão apostando no uso de jogadores considerados ruins. Aparentemente, a “trapaça” não pode ser consertada devido à maneira como a inteligência artificial do game foi programado.

O “esquema” funciona da seguinte forma: jogando as partidas na maior dificuldade possível (que garante as melhores recompensas), atletas da categoria bronze são usados para levar aos poucos a bola a uma posição de chute. Aparentemente, isso faz com que a IA se comporte de maneira agressiva e cometa faltas, favorecendo a tática adotada pelos jogadores.

Tudo isso se baseia no fato de que, aparentemente, alguns jogadores da categoria bronze estão um tanto “quebrados” em FIFA 18. O sistema não chega a ser tão simples quanto “apertar um botão para ganhar”, mas tem se mostrado eficiente o bastante a ponto de que muitos jogadores estão adotando essa tática.

Ver imagem no Twitter

A tática foi descoberta pelo YouTuber Cragi “Nepenthez” Douglas, que questionou como o brasileiro “HugeGorilaa” chegou ao topo do quadro de pontuações das Squad Battles. O que torna o uso da tática complicado para muitos jogadores é o fato de que ela não viola nenhuma das regras de conduta da EA Sports — o que estimulou muitas pessoas a criarem “tutoriais” que ensinam como usá-la efetivamente.