Conforme revelado pelo Exército Brasileiro, será lançado um jogo de videogame até 2021 com o objetivo de “criar impressões positivas” sobre a instituição.

De acordo com as informações, o projeto será voltado principalmente nas faixas etárias de 16 a 24 anos. Com o nome de Missão Verde-Oliva, o projeto também está descrito em uma portaria, a nº 110 do Estado Maior do Exército (EME). A portaria foi aprovada em abril e publicada no dia 10 de junho do Boletim do Exército.

A descrição da portaria revela a intenção em desenvolver um jogo de tiro em primeira pessoa. Neste jogo, os jogadores deverão ser combatentes brasileiros em um cenário de guerra contra um país fictício. Além disso, foi divulgado que o jogo será ambientado no ano de 2025.

Dentre as normas do jogo, estão algumas restrições. Uma delas é não mostrar sangue em demasia para evitar a ideia de violência exagerada. Outra é mostrar combate urbano, mas não em áreas de comunidades em situação de fragilidade social.

Também foi informado que os jogadores poderão jogar como militares e não como invasores. Confira a descrição:

O game America’s Army Proving Grounds, do Exército dos Estados Unidos da América (EUA) conta com 9 anos de existência e está na sua terceira versão. De acordo com estudo do Massachusetts Institute of Technology (MIT), realizado em 2008, 30% de todos os norte-americanos de 16 a 24 anos tiveram uma impressão mais positiva do Exército por causa do jogo, que teve mais impacto em recrutas do Exército do que todas as outras formas de divulgação combinadas.

Embora a Instituição tenha capilaridade em todo o território nacional, com uma influência marcante no cotidiano de inúmeras localidades e apresentar índices de confiança altíssimos, as atividades desempenhadas pelo Exército e as características da vida militar ainda não são muito conhecidas pelos brasileiros.

Por fim, foi divulgado que o jogo tem prazo para ser realizado em três meses.