God of War está chegando dia 20 de Abril para PlayStation 4 e para fomentar a ansiedade dos fãs, Cory Barlog, diretor criativo do game, deu uma entrevista para a PlayStation Magazine onde comenta sobre as principais mudanças e novidades do game.

O diretor revelou que uma das novidades mais chocantes do novo game foi a presença do filho de Kratos, Atreus. Kratos, o deus da Guerra, grande matador, agora visto como figura paterna não foi algo fácil de se ver. Barlog comentou que muitas pessoas hoje em dia ainda dizem esse não é o Kratos de verdade, que no início Kratos era um dilacerador de monstros e chefes gigantes onde as pessoas podiam descontar sua raiva e hoje ele mudou.

“Eventualmente você chega a um ponto em que eu penso que as pessoas estão preparadas para uma mudança, eles apenas não sabem como essa mudança vai se manifestar. Ele [Kratos] é um cara que já fez coisas horríveis no passado e teve um tempo considerável para lidar com isso, e, para mim, ele está em uma espécie de recuperação – ele está aceitando que essa raiva que ele sente nunca vai embora, então ele precisa entender como lidar com isso.”, disse Barlog.

Atreus e Kratos
Atreus e Kratos

O diretor ainda relaciona as interações de Kratos e Atreus com as de Joel e Ellie, de The Last of Us. “Conforme você caminha pelo jogo, você toma decisões sobre o que você quer para Atreus, sobre como você vai desenvolver cada um desses personagens”, explica Barlog, ou seja, o modo como você joga com o filho de Kratos poderá definir o jogo. O diretor basicamente diz que o jogador está criando Atreus como filho, tomando decisões para ele.

Muito disseram que a saída dos Quick Time Events (QTEs) foi por causa da chegada de Atreus, porém o diretor Barlog explica que os tiraria de qualquer jeito. “Mesmo que o filho não estivesse lá, eu ainda queria fugir dos QTEs. Acredito que muita gente sente uma certa nostalgia por isso, mas eu sentia como se tivesse muito mais que pudéssemos fazer, tantas outras formas que poderíamos nos aventurar”.

O diretor ainda comentou sobre a relação do game com FIFA, dizendo que este foi de grande inspiração para a forma como Kratos enfrentará seus inimigos. O diretor explica que sua inspiração foi metafórica, ou seja, assim como no futebol, o jogo é o mesmo mas as partidas são diferentes, em God of War, a proposta diferente em cada combate, mesmo que as batalhas envolvam inimigos parecidos ou as vezes você tenha que jogar o mesmo combate mais de uma vez.

God of War.
God of War.

O diretor ainda comentou que além de Atreus, Kratos terá ajuda dos anões Brokk e Sindri (responsáveis por forjar o martelo de Thor na mitologia nórdica e o machado Leviatã de Kratos) em suas batalhas.

Barlog ainda comentou por fim, que, um dos maiores desafios do novo jogo foi criar um equilíbrio entre a sensação de liberdade e o foco para os objetivos dos jogadores, relatando que sua ideia é permitir que o jogador explore, investigue e descubra, mas que porém tenha pelo menos uma ideia do que pode ser necessário para avançar.

“Nós queríamos criar essa experiência singular sem cortes, mas não queremos dar liberdade total de forma que o jogador acabe perdendo o foco”.

God of War
God of War

God of War também ganhou um novo trailer recentemente que surpreendeu a todos por ocupar uma quadra de basquete totalmente durante o intervalo de uma partida da NBA. O trailer mostrou Kratos e o filho Atreus enfrentando Draugr, Helwalkers e um Ogro, porém, Cory Barlog comentou que a cena não estará no game.