Em uma apresentação recente à imprensa, Gabe Newell, o presidente da Valve falou sobre o que podemos esperar de Artifact. O mais novo jogo de cartas da Valve (inspirado no universo de Dota 2) teve algumas características reveladas.

Primeiramente, Artifact não será gratuito. O próprio Gabe Newell disse que o jogo não será free-to-play. Além disso, o presidente da Valve explicou que o jogo será integrado ao
Steam Marketplace. Ou seja haverá a possibilidade de compra e troca de cartas individuais. Segundo informações reveladas pelo site PCGamesN, o game terá também cenários competitivos. Segundo o site, a Valve organizará um torneio de Artifact no começo de 2019. O prêmio será nada mais, nada menos que US$ 1 milhão de dólares.

Durante o evento, a Valve também divulgou as primeiras imagens de Artifact, confira algumas:

Artifact terá 280 cartas e 44 heróis. O jogo contará com Richard Garfield, o criador do clássico Magic: The Gathering em sua equipe de desenvolvimento. Geoff Keighley que também estava no evento comentou sobre o game. Segundo Keighley, é preciso derrubar duas das três torres para se sagrar vencedor. A maneira como tudo está disposto faz com que a experiência tenha uma grande profundidade estratégica.

Além de tudo isso, a Valve anunciou que três possíveis novos heróis serão adicionados ao universo de Dota. Primeiramente, temos Sorla Khan, uma guerreira de lança que vem da mesma tribo de Axe (Mogul Khan). Sorla tomou o controle do exército da Névoa Vermelha após a sua partida e parece não estar muito feliz com a decisão.

Sorla Khan
Sorla Khan

Outro herói mencionado é Kanna. Kanna é um personagem misterioso. Ele é descrito por ter a aparência de um demônio. Segundo Yurnero (Juggernaut), Kanna partiu para algum lugar e ainda não retornou.

Kanna
Kanna

Por fim, temos Rix, um lobo/humanoide que controla uma espada. Segundo Mireska (Dark Willow) através de uma linha de voz in-game, este herói pode ter uma rivalidade com a Legion Commander.

Rix
Rix

Artifact está previsto para ser lançado em 2018 no PC. Há também uma versão mobile em tablets prometida para 2019.