Após a Epic Games iniciar uma série de processos direcionados à jogadores que estavam usando cheats em Fortnite: Battle Royale, a empresa surpreendeu ao processar um garoto de 14 anos que estava usando e divulgando os cheats pelo Youtube.

FortniteO caso é que a Mãe do menino ficou furiosa com a empresa, ela escreveu uma carta para o tribunal onde dizia que os termos da empresa não tem vinculação jurídica e que em se tivesse, um adulto teria que assinar, e isso não aconteceu. A Mãe alega que a empresa está errada em focar em jogadores individuais e não nos sites ou desenvolvedores dos cheats. Fornite é um jogo free to play e por isso que a Epic Games não pode alegar perda de lucros por conta dos cheats. 

A Mãe ainda diz que a Epic Games divulgou publicamente as informações do filho que é menor de idade para o publico, a Epic Games se retratou dizendo que não sabia que o acusado era um menor de idade. Agora a empresa precisa decidir em desistir do processo ou direcioná-lo para a Mãe do garoto.

A Epic Games reiterou o compromisso de eliminar qualquer trapaça no game e qualquer violação, deixando claro que medidas serão tomadas a quaisquer atitudes que violam independente da idade de quem cometer estes atos ilícitos perante a empresa.

Fonte: Voxel

 

Compartilhar